domingo, setembro 16, 2007

A Cidade das Pessoas

Conheço o Pedro Homem Gouveia há alguns anos, desde os tempos de Faculdade. Entretanto, no primeiro mandato em que estive nos orgãos sociais da Ordem, ele foi meu colega de direcção no Conselho Directivo Nacional. Passado três anos candidatou-se ao Conselho Directivo Regional Sul, do qual se demitiu, denunciando publicamente uma série de situações, entre as quais a insuficiente prestação de serviços aos associados e a ausência de tomadas de posição pública contra aquilo que se passava na Lisboa de Carmona ou em Cascais, em virtude de serem parceiros do evento Trienal.
A estas declarações, feitas em Assembleia Regional e mais tarde substanciadas no seu pedido de demissão, os orgãos dirigentes da Ordem assobiaram para o lado, mas eu não me esqueci dessa intervenção corajosa, no meio de tantos comissários e beneficiários da Trienal.
Há alguns dias soube que seria candidato pela lista do Manuel Vicente e fez o favor de passar aqui pelo estaminé para dar conhecimento do seu blogue. Aqui fica o destaque para o: A Cidade das Pessoas.

6 comentários:

Anónimo disse...

com a mesma coragem que se tem a criticar os outros de forma gratuita, se devia assumir de tal demissão NUNCA foi apresentada!

Anónimo disse...

forma gratuita? temos anónimo do lobby... hahahah
ass. anónimo anti-lobby

tiago mota saraiva disse...

Será que o 1º anónimo não nos quer explicar melhor o que quer dizer?

Anónimo disse...

quem mente de forma descarada uma vez, mente sem pudor SEMPRE. Não houve demissão nem coragem para o confirmar.
ass:1º anonimo

Anónimo disse...

lobby? gostava que me explicassem essa. Lobby é mentir por forma a conservar o poder. Lobby é mentir para passar imagem de verticalidade podre. Lobby é não deixar progredir. Lobby é estar filiado de forma cega. Lobby é dizer sim, porque eu quero.Lobby é ter uma máquina partidária a apoiar os podres que se praticam! Ass: 1º anónimo

Anónimo disse...

por fim, e porque não tenho pachorra para conversa da treta, gostava de ter acesso à carta de demissão. Será que esta existe?
1º anonimo