quinta-feira, abril 19, 2007

Diz que é uma espécie de "veto"

De acordo com o DN de hoje, o nome do Ricardo Araújo Pereira foi "vetado" pela JCP. Antes de mais, esclareço que o RAP me parece um bom nome, sobretudo se evitasse o discurso do Vasco Lourenço.
Agora a notícia do DN é uma fraude, e revela o anti-comunismo reinante no jornal.
Se a JCP vetou o RAP, então a JS vetou quem a JCP e outras organizações propuseram, e que nem sequer teve direito a nome no texto.
Quem já esteve em reuniões para organização de acções unitárias como esta, sabe que há nomes que são apresentados e discutidos - é normal. O que não é normal, é que esses nomes venham a público como "vetados", a menos que alguém esteja de má fé ou queira dividir essa acção unitária.
Seria igualmente desonesto se a notícia titulasse: "JS e BE unem-se para vetar discurso de jovem ecologista"

2 comentários:

AM disse...

o valha-me... RAP, que o PCP não tem emenda... "uma jovem ecologista"? mas isso é alguma piada dos gatos fedorentos?

Manuel da Costa disse...

A posição da JS é fácil de perceber: para eles todos os pretextos são bons para atacarem as forças de esquerda, principalmente aqueles que têm as posições mais coerentes é que sempre desviam a atenção das medidas neo-liberais praticadas por um dos governos mais à direita desde o 25 de Abril.
Para a JS as comemorações do 25 de Abril não são importantes e por isso o argumento provinciano do RAP é tão bom como qualquer outro desde que crie problemas, qualquer dia estão a propor a presença do Emanuel, também leva muita gente! Parecem os argumentos utilizados para a péssima programação das TV`s; “É o que os telespectadores gostam”.
Não se percebe é o papel do BE no meio disto tudo, será que todos os pretextos lhes servem para atacar o PC ?