terça-feira, abril 04, 2006

A ler:

O primeiro–ministro italiano, Silvio Berlusconi, afirmou neste sábado, em Nápoles (sul), em plena campanha eleitoral para as próximas eleições legislativas, que o regime comunista chinês cozinhava as crianças.

1 comentário:

magnolia disse...

Tiago,
A propósito deste assunto, deixei aqui um comentário que copio:
A história de que os "comunistas comem criancinhas" já enjoa!! Dela se valem os capitalistas,corruptos e ignorantes para tentar ridicularizar os seus oponentes, porque só radicais e estúpidos, seriam capazes de inventar tamanha perfídia. Usam-na sagazmente, como arma de desmoralização, típica de recursos de guerra psicológica para tentar desacreditar os seus adversários, e são eles que acabam por ser desacreditados e cair no ridículo.
No livro “Leaders”, de Richard Nixon, numa parte em que este analisa a personalidade do líder alemão Konrad Adenauer, é contada uma história que me vem sempre à memória quando ouço essa cena dos “comunistas comerem criancinhas” e costuma ser a minha resposta a tamanha estupidez. Conta então Nixon que Adenauer dissera ter ido a Moscovo, para tentar a libertação de 10 mil prisioneiros alemães da 2.ª Guerra Mundial, ainda lá retidos. Disse que Krushev o recebeu hostilmente e que confessou-se horrorizado ao ouvir, aos gritos, o então secretário Geral do Partido Comunista, entre rude e zombeteiro, dizer-lhe:_ "Os comunistas comem criancinhas e vocês, capitalistas, assam e comem os comunistas e - o que é pior - comem-mos sem sal"...
Em resultado, Adenauer pensou em voltar imediatamente a Bonn, levando consigo o fracasso da sua missão.
Há muito que está provado que o ridículo é uma arma mais poderosa que o canhão
Bjs.